Depressão, radiação e magnestimo

 em Artigos, Biologia, Cérebro, Todas

Um dos grandes desafios atuais chama-se DEPRESSÃO. Grande causa de infelicidade, de afastamento do trabalho, de acidentes, de suicídio, de falta de perspectiva. Mas, afinal porque tanta gente tem depressão? Quais são suas causas? Seus fatores? Não vou discorrer aqui sobre essas perguntas porque foram feitos tantos estudos e pesquisas sobre a depressão que fica aberto o convite para você se aprofundar cada vez mais no tema.
Quero apresentar aqui uma outra discussão, a nossa visão de uma existência mais ampla, ligada a um cosmos, a um universo que está em profunda conexão com tudo, bombardeada por muitas radiações e magnetismo que provém do sol, da lua, do núcleo da terra, das estrelas, etc. Tudo isso fez a existência do planeta algo muito diferente ao longo de bilhões de anos. Mas, nos últimos anos criamos muito mais magnestimo ainda com nossos celulares, televisores, carros, antenas, satélites, microondas, etc.
Pense um pouco sobre isso e compreenda a importância das radiações sobre sua glândula pineal e as demais glândulas e uma luz vai se acender diante de você (isso sem falar na alimentação, estilo de vida, etc). Compreenda esse mundo e amplie seus horizontes: o mundo pouco explorado da Glândula Pineal (sem entrar no aspecto religioso ou místico), compreenda que você tem algo tão pequeno, mas que faz uma grande diferença para ter felicidade ou tristeza. A alimentação, os exercícios físicos, o sono reparador, a iluminação correta faz parte de um grande mundo chamado VIDA!

A glândula está ali no centro de sua cabeça recebendo todas as radiações que chegam até você. Radiações invisíveis aos olhos, mas sensíveis ao corpo humano. Ela é formada por cristal de apatita e por isso tudo que estiver próximo de você que tenha campos magnéticos serão sentidas por ela, e assim enviará mensagens confusas para as demais glândulas. Onde deveria ocorrer saúde, começa a surgir doenças.

Não são somente os animais que possuem a pineal, os animais também as possui e são fundamentais para muitas ações e reações.

 

glandula-pineal-depressao

E a radiação pelo sistema wi-fi. Será que alunos podem sentir náuseas, dor de cabeça, palpitações e outros sintomas em escolas com rede wi-fi? Existe algum limite de exposição a essas radiações? Crianças tem crânios finos e são mais vulneráveis, adoecendo mais? Mate sua curiosidade assistindo o vídeo abaixo. Para a pesquisadora que fez o teste, usar a rede sem fio é pior que FUMAR, tanto para adultos, quanto para crianças. Será que podemos afirmar que tamanha radiação também tem influência sobre os casos de depressão?

 

 

 

 

 

 

 

 

Share This:

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Pin It on Pinterest